Mauro chama diretoria de "Zé Planilha" e exalta rubro-negro falecido


Seu Expedito, torcedor ilustre do Flamengo – Foto: Yuri de Castro

MAURO CEZAR PEREIRA: Seu Expedito era rubro-negro raiz. Gente humilde daquelas que quando veste vermelho e preto, o fardamento cai tão bem que fica impossível imaginar com outra camisa.

Em plena “Era” da elitização no futebol, chamou a atenção geral ao aparecer em meio aos “classe média” que conseguem pagar pelo caro ingresso na Ilha do Urubu.
A Coluna do Flamengo o entrevistou e o homenageou em vida. Gol de placa, rapazes! Seu Expedito ganhou o último “manto”, e personalizado! Não consigo entender como alguém que se diz Flamengo pode achar normal jogos do clube mais querido do Brasil sem gente como Seu Expedito. Ainda mais em meio a tantas cadeiras vazias em tantos jogos sem casa cheia. Só pensam em números, cálculos, cifras. E assumem prejuízos financeiros em jogos seguidos sem reduzir os preços dos ingressos. Perdem dinheiro e não aproximam o clube e sua gente. Esses Zé Planilhas!
Seu Expedito tinha o benefício da gratuidade. Muitos rubro-negros não têm idade para isso, e consequentemente são afastados do contato, mesmo que eventual, com o time de coração. As cadeiras vazias interessam mais a certos cartolas do que pessoas como ele.
Que Flamengo é esse do qual esse velho rubro-negro se despede? Que Flamengo é esse? Saudações, Seu Expedito!