Kleber Leite critica escalação de Rueda em empate do Flamengo

13/10/2017
Reinaldo Rueda, técnico do Flamengo – Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images

KLEBER LEITE: Estava a caminho do Maracanã, quando recebi, via WhatsApp, os seguintes torpedos do grande rubro-negro Fernando Versiani:

– Muito bom!
– O que está péssimo é a escalação do time hoje. Arão no banco, Rômulo titular, que não joga há 33 dias. Pará na esquerda, Trauco e Renê no banco.
Li na garagem do Maracanã e, imaginei que o Fernando estivesse equivocado. Caramba, de novo com Pará torto na lateral esquerda, tendo Trauco e Renê à disposição?
Rômulo começando o jogo e, William Arão no banco? O meu irmão Fernando deve ter tomado um vinhozinho além da conta e está trocando estação, pensei…
E, para concluir, tendo Guerrero e Vizeu, centroavantes de ofício, de novo com Paquetá?
Era muita maluquice ao mesmo tempo e, como tenho sempre a tendência de acreditar no profissional, subi o elevador na esperança do meu amigo Fernando ter se enganado.
Quando o locutor anunciou o nosso time tive uma brochura de ânimo. Aquelas barbaridades estavam confirmadas oficialmente. Sério. O nosso novo vice que estreou hoje, até por ser pato novo, não deve ter discutido o tema antes do jogo e, até se entende.
O que eu amaria que ele fizesse agora, era chamar o senhor Rueda e, com a autoridade de quem comanda todo o departamento de futebol, pedir ao treinador que ele justifique, caso a caso, a estapafúrdia escalação de hoje. Só isso. Aliás, isto nada mais é do que uma obrigação.
E aqui, ficamos aguardando as explicações, muito embora, de antemão, o que se viu hoje foi batom na cueca. Explicar, como?
Como comecei este post com as mensagens do Fernando Versiani, concluo com as duas últimas deste apaixonado rubro-negro:
– Ele não tira o Paquetá nem por decreto
– Jogou com o time errado durante uma hora
Resumo da ópera: de novo, em função dos nossos equívocos, mais dois pontos jogados pela janela.
Quanta incompetência…