Gilmar Ferreira: “Futebol e política”


O Flamengo volta a jogar pela Libertadores e seus cartolas aproveitam a ausência da delegação no Rio para esquentar os bastidores do clima eleitoral.
A nove meses de mais uma eleição à presidência do clube, não se fala em outra coisa na Gávea senão na sucessão de Eduardo Bandeira de Mello.
Hoje, é praticamente certo o apoio de Rodolfo Landim ao trio dissidente da Chapa Azul _ Luís Eduardo Baptista, o BAP, Rodrigo Tostes e Wallim Vasconcellos.
Movimento já teria o apoio de “cardeais” importantes da política rubro-negra – nomes até então aliados do atual presidente.
Ainda assim, a atual diretoria trabalha no encaminhamento burocrático de exigências urbanísticas que viabilizem a construção do tão sonhado estádio.
A mais nova cobiça é um terreno que fica na área do Porto Maravilha onde seria erguido a Arena do Urubu, com capacidade para 30 mil espectadores.
Vejamos…
Reprodução: Blog Gilmar Ferreira