Flamengo encara ferrolho da Chape e deve ter quarteto ofensivo


Diego vibrando com gol pelo Flamengo contra a Chapecoense – Foto; Rafael Ribeiro

EXTRA GLOBO: Nesta quarta-feira, às 19h15, na Ilha do Urubu, só a vitória interessa ao Flamengo sobre a Chapecoense. Depois do empate sem gols fora de casa, o Rubro-negro será eliminado caso empate com qualquer placar além do zero a zero, que leva a disputa para pênalti.

Desta forma, a espera é de um adversário que jogue recuado e no contra-ataque. A arma de Reinaldo Rueda para conter o ferrolho deve ser o retorno de Éverton Ribeiro ao quarteto com Diego, Berrío e Guerrero.
A dúvida o gol entre Alex Roberto e Diego Alves persistiu nos últimos treinos, mas a tendência é que Alves seja mantido nesta competição, já que jogou a ida.
Para não ser surpreendido, o técnico pode novamente improvisar Pará na esquerda e lançar Rodinei na direita. No meio-campo, Márcio Araújo também é favorito para compor com Willian Arão. A zaga deve ser formada por Réver e Rhodolfo. O treinador não confirmou a equipe, mas testou opções em quase todos os setores.
Além da possível entrada de Cuéllar, Gabriel, Lucas Paquetá e Vinícius Júnior são alternativas analisadas para a necessidade de vitória. Geuvãnio é outra, mas não tem dado boa resposta.