Fla inclui cláusula na transferência de Mancuello.


O Flamengo acertou a negociação de Federico Mancuello para o Cruzeiro por US$ 1,8 milhão (R$ 6 milhões), por 60% dos seus direitos. Do valor total, R$ 2,4 milhões (40%) serão pagos à vista e o restante em três parcelas durante 2018. Para evitar calote da equipe de Minas, o Fla incluiu uma cláusula no contrato que garante um julgamento em tribunal da CBF, em caso de atraso no pagamento.




A informação é de Rodrigo Mattos, do Uol, que ainda garante que o clube celeste deve R$ 50 milhões à Fifa por contratações não pagas. Se houver algum problema no pagamento ao Rubro-Negro, o Cruzeiro pode adquirir até mesmo uma pena esportiva.
Normalmente os contratos de transferências já possuem cláusulas que protegem os clubes de atrasos e garantem multas ao devedor. Porém, o Flamengo impôs uma condição: qualquer litígio tem que ser resolvido no CNRD (Comitê Nacional de Resolução e Disputas), tribunal arbitral criado pela CBF. Portanto, o litígio passa a ser da Justiça esportiva ao invés da comum.
Com essa mudança, o clube da Gávea tenta garantir um julgamento mais rápido e eficaz e a Raposa fica a mercê de uma pena esportiva. Segundo as regras do comitê esportivo, se houver um atraso de 30 dias no pagamento, já é possível recorrer na justiça e entrar com o processo.
Caso o processo seja aberto, o clube devedor já começa a cumprir as penas até o momento da dívida ser quitada. Entre elas: proibição de registro de jogador de seis meses a 2 anos e bloqueio de cotas de repasse da CBF, ainda de acordo com informações do Uol.