Fla bate recorde e fecha 2017 com maior faturamento entre clubes da América do Sul.


Desde que Eduardo Bandeira de Mello assumiu a presidência do Flamengo, o clube passou a ser referência na parte financeira. Com a política de quitar dívidas antigas e sempre ‘com os pés no chão’ para contratações e gastos, a diretoria elevou o patamar do Flamengo. O clube fechou o ano de 2017 com o balanço financeiro com recorde de faturamento: R$ 633 milhões, número que supera o de qualquer outro clube da América do Sul.
O especialista em gestão esportiva Amir Somoggi, que escreve para o jornal Lance!, foi quem chamou atenção para o fato. O grande diferencial para o número alto atingido pelo Fla foram as transferências, afinal, a receita sem considerar vendas de atletas foi R$ 53 milhões inferior à de 2016. Foram R$ 498 mi em 2016, contra R$ 435 no ano seguinte. Entretanto, com as negociações de Jorge e Vinicius Júnior, o valor de 2017 foi para R$ 633 milhões, superando com folga a quantia do ano anterior. VEJA A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA:
Reprodução: Amir Sommogi/Lance!
O bom retorno financeiro com as negociações de garotos da base parece ter agradado a diretoria rubro-negra, que projeta a venda de novos Garotos do Ninho para encher os cofres. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *