Fla avalia extensão de contrato após retorno de Guerrero aos treinos.


Na última quarta-feira Paolo Guerrero teve o seu contrato reativado pelo Flamengo. Agora, o peruano é aguardado na próxima terça-feira para treinar junto com o restante do elenco. Após a reintegração, o clube vai voltar a negociar a renovação de contrato com o jogador, dessa vez de forma mais ativa.
Há duas possibilidades em jogo: tanto a renovação até dezembro deste ano, quanto por um período maior de tempo. Quem falou sobre o caso, em entrevista para o Globoesporte.com, foi o diretor executivo de futebol Rodrigo Caetano. O dirigente afirma que há interesse do clube em renovar com o atacante e que o agente do atleta está ciente disso.
– Tivemos conversas iniciais quando esperávamos que a pena fosse diminuída. Por se tratar de um jogador importante, esse tipo de assunto tem que ser tratado pessoalmente. Mas ele sabe – até porque já expusemos para ele e para o agente dele – do total interesse do Flamengo em ficar com ele por, pelo menos, até o fim do ano. E se possível, até por mais tempo – disse Rodrigo Caetano.
Paolo dedicou boa parte de seu tempo em sua defesa, mas não deixou de treinar. O camisa 9 participou de treinamentos nas últimas semanas na Argentina, com o intuito de manter a forma. O dirigente não sabe afirmar até em que ponto está a negociação, mas revela que, caso Guerrero aceite, a vontade do Mais Querido é estender o contrato do jogador por mais tempo.
– Se vamos chegar a esse acordo, isso eu não saberia te precisar e nem gerar uma expectativa. Mas temos o interesse. Por, no mínimo até o final do ano, mas não descartamos, caso ele queira e topar, estender mais tempo. Vamos conversar – completou o diretor executivo de futebol.
Caetano ainda falou sobre a punição imposta pela Fifa. Para o executivo de futebol, o clube e o jogador não poderiam correr risco do órgão interpretar que estavam desobedecendo a ordem, por isso o Fla foi cauteloso com a situação. Os diretores aguardam um último parecer jurídico sobre o caso. A princípio, a suspensão termina no dia 3 de maio.
– Essa é a grande questão. Ele vai poder treinar no clube dele e juntamente com o grupo. Por orientação dos advogados dele e do clube, não era apropriado colocá-lo em qualquer tipo de risco que a Fifa interpretasse de forma diferente. Por isso que o Flamengo foi muito zeloso nesse sentido. E no momento que a gente tem o parecer da Fifa, vamos seguir à risca o que é determinado. A ideia é a partir de terça-feira. Nós vamos ter uma data mais definida na segunda-feira – disse Caetano.
O diretor revelou que os exercícios que Paolo vinha fazendo em solo argentino, fora alinhado pelo Doutor Márcio Tannure com o atleta. Rodrigo ainda lamentou o tempo de ausência do jogador, que sequer podia frequentar as dependências do clube.
— Todo o trabalho que vem sendo feito tem sido passado para Márcio Tannure, nosso gerente do CEP (Centro de Excelência em Performance). Está tudo alinhado para a gente dar prosseguimento e alinhar. A ideia é essa. Infelizmente, a gente teve esse tempo todo da ausência dele. Foi uma perda grande tecnicamente e também a nível de liderança. Mas vamos tentar fazer com que a gente recupere isso rápido —, revelou Rodrigo.
O atacante é muito querido pelo restante do elenco. Além de confirmar o fato do atleta ser bem aceito, o dirigente aproveitou para elogiar o profissionalismo do peruano ao longo desses três anos com a camisa rubro-negra.
— Não tenha dúvida (que o retorno será um momento feliz). Ele é muito querido. Além de ser uma referência na América do Sul, ele sempre foi um exemplo de profissional. Nesse período todo de Flamengo, raras foram as vezes que ele se ausentou de um treinamento, seja por lesão ou qualquer outro tipo de queixa. Foi sempre um atleta que esteve presente em todos os treinamentos, todos os jogos… Ele fez sacrifícios para jogar pelo Flamengo, como chegar de jogo pela seleção do Peru de madrugada e ficar à disposição. Então, principalmente para os mais jovens, é um grande exemplo —, finalizou o dirigente.