Fabio Chiorino: “O Botafogo enlouqueceu e incorporou o ‘chororô’ em sua bandeira”.


O Botafogo soltou há pouco uma nota oficial em seu site para anunciar que não cederá o Estádio Nilton Santos – o Engenhão – para a final da Taça Guanabara entre Flamengo e Boavista. A explicação é tão clara quanto ridícula: alegam desrespeito por parte do jogador Vinicius Jr, atacante do Flamengo que comemorou o gol contra o Botafogo na semifinal fazendo o gesto de choro, uma provocação normal no mundo do futebol.
“Passaram-se os dias e até hoje não houve uma manifestação, quer do jogador, quer do clube, se retratando do episódio. Pelo contrário, repercute ainda mais o gesto”, diz a nota. Não houve desrespeito algum à instituição, como o Botafogo tenta fazer valer após a derrota no clássico, uma forma também de desviar o foco do momento extremamente crítico do clube.
 Após um ano fora da curva de um time aguerrido comandado por Jair Ventura, o Botafogo abriu 2018 mergulhado em incertezas. Trocou de técnico, perdeu jogadores, trouxe reforços modestos e, em uma semana, foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil para o Aparecidense e derrotado pelo maior rival no primeiro turno do Campeonato Carioca.

O Botafogo alega ainda que a conduta Vinicius Jr pode provocar a violência entre jogadores e torcedores. Há um ano, pelo mesmo Estadual, um torcedor do Botafogo foi assassinado com golpes de espeto de churrasco antes do clássico contra o Flamengo. Tentar projetar a incontrolável violência de organizadas a um ato banal numa comemoração de gol é de uma desonestidade intelectual que jamais poderia combinar com a história do Botafogo.
Ao não alugar seu estádio por birra, o clube, tão combalido financeiramente, perde a chance de ganhar dinheiro e reforça a impressão de adotou o ‘chororô’ como bandeira. E aí vale como apelido na escola: quanto mais você luta contra ele, mais ele se torna presente na boca dos colegas.
Reprodução: Fabio Chiorino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *