Em ano de despedida, Marcelinho recebe homenagens de rivais: “Motivo de orgulho”


Marcelinho Machado é, sem dúvida, um dos jogadores mais adorados pela torcida do Flamengo, e dos mais “odiados” pelos rivais. Mas o sentimento negativo com o ala de 42 anos quase sempre termina com o fim das partidas, passando a ser o respeito o principal fiel da balança na relação do atleta com as torcidas adversárias. Nesta terça-feira, o experiente jogador teve que enfrentar um mar de torcedores – flamenguistas e sorocabanos – para poder ir aos vestiários após a vitória contra a Liga Sorocabana.

Passado o momento da vitória, o jogador falou com bom humor ao GloboEsporte.com sobre um novo sentimento. De ser homenageado por times rivais. Antes da bola subir, o camisa 4 do Fla recebeu uma placa de Rinaldo Rodrigues, presidente da Liga Sorocabana, fato que também aconteceu em mais cidades do interior paulista, como Bauru.

– Eu sempre fui homenageado nesses lugares [risos]. Faz parte, a torcida ir contra, tentar te tirar do jogo, com uma música. Lógico que dentro do respeito, acredito nisso. Não sou a favor de xingar. Mas fico feliz de chegar na minha última temporada e as equipes reconhecerem todo meu esforço no basquete. É um motivo de muito orgulho.
Após completar a marca de 500 jogos pelo Fla e se dizer “leve” pela decisão de pendurar os tênis, Marcelinho destacou a dificuldade de se atuar contra as equipes do interior paulista em seus ginásios.

– São Paulo tem essa tradição do interior ser um lugar difícil. Franca, Bauru, Sorocaba, Limeira, São José… estou esquecendo lugares. São lugares onde a torcida gosta e vive o basquete, e é assim que tem que ser. A gente quando vai jogar num lugar assim, também se prepara.
O jogador diz aproveitar o momento e não pensar em voltar atrás na decisão de se retirar das quadas. O Rubro-Negro sabe que NBB ainda tem uma fase longa, a dos playoffs, enquanto o time ainda luta para voltar à decisão após um ano de ausência.

– A decisão que eu tomei de parar é em cima de muita coisa. Eu tô bastante feliz de estar parando, de ter vivido tudo o que vivi e de estar vivendo muita coisa na temporada. Vivo um conflito, de deixar algo que amos e faço há 30 anos, eu sei que do outro lado também tem muita coisa boa.

Se vai retornar ao interior paulista nos playoffs ou não, Marcelinho sabe que o próximo compromisso do Fla ainda é em solo paulista. O time enfrenta o Pinheiros, nesta quinta-feira, às 19h30, no ginásio Henrique Villaboim. No dia 18, o jogador volta ao Torneio de 3 Pontos do jogo das Estrelas do NBB.
Reprodução: Globo Esporte