Diretor Jurídico comemora saída do Ato Trabalhista


Nesta segunda-feira (06), após o pagamento de cerca de R$ 130 milhões de dívidas, que perduravam desde 2009, o Flamengo oficializou sua saída do Ato Trabalhista.

O Diretor Jurídico do Fla, Bernardo Accioly comemorou o feito, afirmando que é uma conquista não só do clube, mas de um trabalho em conjunto do Flamengo, com o TRT e a Coordenadoria de Apoio à Efetividade Processual (CAEP).

“O Flamengo agradece mais uma vez a presidência do TRT e toda a equipe da CAEP nesta longa jornada iniciada em 2003 e encerrada com sucesso nesta data. A política de austeridade financeira e responsabilidade do departamento jurídico na gestão do passivo trabalhista do Flamengo continua, agora sem a necessidade deste importante mecanismo de apoio disponibilizada pelo TRT”, declarou Accioly.
O Diretor ainda completou: “Para o Flamengo, o Ato Trabalhista cumpriu seu papel, permitindo ao clube recuperar seu fluxo financeiro sem o risco de penhoras e sem comprometer pagamentos de salários, tributos e credores em geral, com bastante sucesso. Agora o Flamengo pode caminhar por seus próprios pés, porque já criou uma base financeira responsável o suficiente. Em caso de alguma condenação ou acordo futuro, os recursos já saem de uma própria conta do Flamengo, sem a necessidade de uma nova penhora”.
Fonte: Coluna do Flamengo