Carabao não será patrocinadora master do Flamengo em 2018.


A Carabao ainda não conseguiu emplacar no Brasil dois anos após chegar ao país. Com problemas de distribuição e vendas, a empresa não bateu as metas previstas em contrato com o Flamengo e não se tornará a patrocinadora master do futebol. Ela deve ter sua marca ainda estampada nas mangas. A informação é do portal Uol.



A empresa de energético está revendo seu plano estratégico de marketing para melhorar seu rendimento no país, de acordo com o portal. No acordo com o Flamengo, a Carabao se tornaria a patrocinadora master do clube a partir de 2018 e passaria a pagar R$ 35 milhões ao clube.
Segundo o Uol, até o dia 30 de setembro de 2018, a empresa tailandesa precisa vender 37 milhões de latinhas, se não, o patrocínio pode ser retirado. Em 2019, o acordo de vendas sobe para 40 milhões de produtos no ano.
De acordo como o site, caso haja uma rescisão, a multa é feita sobre o montante total do contrato (R$ 190 milhões). O Flamengo garantiria, no mínimo, R$ 25 milhões. Sem a Carabao como master, o rubro-negro deve negociar com a Caixa para que ela mantenha o patrocínio.
Em nota ao Uol, o clube admite que a Carabao deve permanecer nas mangas e que “está negociando todas as propriedades para 2018 e, como trâmite normal, vai encaminhar eventuais propostas ao Conselho Deliberativo para aprovação, assim como a Carabao, que deve permanecer na manga do uniforme”.
Por Coluna do Flamengo